” Super Liga mente mais que o Putin”

Partilhar no:
Loading...
Loading...
Mais Vistos

O presidente da Liga espanhola, Javier Tebas, disse ontem que «a Superliga mente mais que [Vladimir] Putin» e acusa Real Madrid, Barcelona e Juventus de continuarem empenhados na organização de uma competição europeia, agora com duas divisões, à margem da UEFA.

 

 

 

O presidente da UEFA, Aleksander Ceferin, também não poupou os três clubes: «Primeiro, começaram com essa ideia absurda no meio da pandemia. Agora querem voltar no meio de uma guerra.»

 

 

«Temos de ser idiotas para acreditar no que dizem», disparou Tebas, na conferência Negócio do Futebol, organizada pelo Financial Times, denunciando uma reunião «há uma semana» em casa de Andrea Agnelli, presidente da Juventus, «para se falar da Superliga», e revelando pormenores de como está a ser recuperado o projeto:

Loading...

 

 

 

«Será uma Liga continental com duas divisões. As Ligas nacionais servirão para qualificar as equipas. Os grandes estarão sempre presentes. Eles devem pensar que os clubes das Ligas nacionais são burros.» Tebas considerou Real, Barça e Juve «três náufragos que dizem que o projeto deles não vai afetar os restantes [clubes]» e sente-se «humilhado» por tais afirmações, argumentando que a Superliga, mesmo sem ingleses, «fará muito mal ao futebol».

 

 

Andrea Agnelli, no mesmo evento, disse que «a Superliga não falhou» e revelou que «11 clubes ainda estão vinculados» ao projeto. Acrescentou que dentro de cinco anos a Juventus estará a «disputar a maior competição de clubes do mundo».

 

 

Noutro âmbito, o presidente da UEFA admitiu a hipótese de «uma Liga das Nações global» e revelou que a prova «está a ser discutida com a FIFA». O Mundial de dois em dois anos «ninguém quer».

Loading...

Leave a Response