A impressionante sanção do Reino Unido a Abramovich…. e ao Chelsea

Partilhar no:
Loading...
Loading...
Mais Vistos

O Reino Unido decidiu tomar medidas de boicote total, junto com os Estados Unidos, a tudo relacionado à Rússia e ao governo de Vladimir Putin após a invasão à Ucrânia e os últimos incidentes na Europa. Sem surpresa, Abramovich será duramente atingido.

 

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, falou nesta quinta-feira de manhã, dizendo à mídia que “não pode haver refúgios seguros” para pessoas que apoiaram Putin em sua invasão ao país vizinho.

 

Nesse sentido, Johnson confirmou duras sanções contra empresários bilionários russos que estão em solo britânico, e um deles é Roman Abramovich. A lista também inclui Igor Sechin e Oleg Deripaska, supostos aliados de Putin, segundo o governo britânico.

 

“As sanções de hoje são o último passo no apoio inabalável do Reino Unido ao povo ucraniano. Seremos implacáveis ​​na perseguição daqueles que permitem a morte de civis, a destruição de hospitais e a ocupação ilegal de aliados soberanos”, disse Boris Johnson.

Loading...

 

O que tais sanções incluem? Abramovich não poderá viajar pelo território britânico e todos os seus bens estão “congelados”. Além disso, o Chelsea está proibido de vender produtos do clube e transferir jogadores ou assinar novos contratos para a próxima temporada.

 

O próprio Abramovich negou na ocasião que tinha laços com Putin quando foi acusado e, de fato, o empresário russo e dono do Chelsea reconheceu que deveria vender o clube londrino para que os ‘blues’ não fossem afetados pelo que poderia vir.

 

No entanto, a venda do Chelsea está agora em ‘stand by’. Do governo de Boris Johnson também destacam que Abramovich tem um patrimônio líquido de cerca de 11,2 bilhões de euros e “é um dos poucos oligarcas da década de 1990 que manteve sua proeminência sob Putin”.

Loading...

Leave a Response